Vídeo educativo sobre a embriopatia pelo vírus Zika

A partir do segundo semestre de 2015 observou-se no Brasil o nascimento de um grande número de bebês com microcefalia grave e anomalias cerebrais. Logo em seguida, observou-se que estas anomalias estavam associadas com a infecção materna pelo vírus Zika.

A Sociedade Brasileira de Genética Médica imediatamente organizou uma força tarefa para ajudar a caracterizar clinicamente esta nova síndrome. Mutirões envolvendo diversos profissionais de saúde bem como médicos de diferentes especialidades uniram-se, elaborando um protocolo de exame clinico.Leia Mais